Quais são as doenças congênitas do coração?

Você sabe o que são as cardiopatia congênitas?

Estas são doenças que nascem com o paciente e precisam ser identificadas logo na infância para dar início ao tratamento.

Hoje vamos te apresentar quais são as doenças cardíacas congênitas. 

Vamos lá?

O que são doenças congênitas do coração?

As doenças cardíacas congênitas correspondem a cerca de 1% das crianças nascidas vivas. 

São problemas na estrutura ou função cardiocirculatória do coração e estão presentes antes mesmo do nascimento. 

A maioria das cardiopatia congênitas é diagnosticada e tratada já na infância ou logo após o nascimento. 

Com os avanços tecnológicos de exames pré-natal, muitos diagnósticos são feitos ainda na fase intra-útero

Este diagnóstico precoce possibilita um melhor preparo da mãe e do bebê para o nascimento e intervenções logo após o nascimento em casos de cardiopatia que podem levar a óbito precoce. 

Os diagnósticos durante o pré-parto tem feito com que diminuam as taxas de mortalidade de recém-nascidos com cardiopatia congênita grave. 

No entanto, existem casos em que a doença só será identificada na fase adulta, podendo ainda ser tratada.

Quais são as doenças congênitas do coração?

Quais são as cardiopatias congênitas?

As cardiopatia congênitas podem ou não provocar cianose, que é uma coloração azul-arroxeada na pele.

Por isso, é possível classificá-las entre cianóticas e acianóticas. 

A classificação vai desde um sopro assintomático até quadros de insuficiência cardíaca biventricular mais grave. 

Veja só!

Cardiopatias acianóticas

A característica mais evidente das cardiopatia acianóticas que possuem fluxo aumentado no pulmão é o cansaço mesmo sem grande esforço e episódios de pneumonia de repetição. 

Já a coarctação da aorta tem como característica principal a hipertensão arterial. 

Este tipo de doenças do coração congênitas são as mais frequentes, veja alguns exemplos:

  • Comunicação Interventricular (CIV);
  • Comunicação Interatrial (CIA);
  • Persistência do Canal Arterial (PCA);
  • Coarctação de Aorta (CoAo).

Cardiopatias cianóticas

A principal característica das cardiopatia cianóticas é a tonalidade azulada dos lábios e da pele. 

Este é um sinal de que não há oxigênio suficiente no sangue. 

A forma mais comum deste tipo de doença é conhecida como tetralogia de Fallot. 

Muitos destes casos são leves e podem ser tratados com intervenções cirúrgicas e medicação. 

Já os mais graves podem necessitar de um transplante de coração para evitar complicações fatais. 

Em cardiopatias não corrigidas, ocorre o aumento do volume sanguíneo e o consequente aumento do retorno venoso, associado à diminuição da resistência vascular periférica, pode provocar o aumento da cianose. 

Veja as principais doenças:

  • Tetralogia de Fallot;
  • Transposição das Grandes Artérias;
  • Atresia Tricúspide;
  • Anomalia de Ebstein;
  • Defeitos do septo atrioventricular (DSAV).

Está procurando por um cardiologista especialista em cardiopatias congênitas? Conheça a Clínica Daniachi!

Agora você já sabe um pouco mais sobre as doenças congênitas do coração. 

Consultas com cardiologistas são fundamentais caso você tenha histórico familiar de doenças cardíacas e quando notar algum sintoma. 

Se está em busca da melhor opção de clínica, conheça a Clínica Daniachi!

Esta é uma clínica de saúde integrada, que alia diversas especialidades da medicina para um tratamento completo com tecnologia e tradição. Agende uma consulta e conheça!

Endereço

Rua Rosa e Silva 154
Higienópolis - SP

Siga-nos
Telefone
Responsável Técnico
  • Dr. Daniel Daniachi - CRM 117036