Você sabia que durante a prática esportiva, o quadril é uma das articulações que mais sofre impactos? 

 

Isso acontece porque essa articulação é responsável por unir o tronco aos membros inferiores, por meio do encaixe do tipo bola e soquete entre a extremidade proximal do fêmur e o osso da pelve, mais precisamente no acetábulo. E é isso que faz com que o quadril esteja mais exposto a lesões. 


A implantação da prótese de quadril acontece quando há a necessidade da substituição da articulação desgastada, através da cirurgia conhecida como artroplastia de quadril. De acordo com o Dr. Daniel Daniachi, o índice de satisfação supera a marca de 90%, o que acabou elevando muito o número de procedimentos. 


A cirurgia do quadril, conhecida como artroplastia de quadril, é indicada para pacientes que sofreram uma fratura no nessa região, ou que têm necrose ou artrose. Segundo o Dr. Daniel Daniachi, a extensão da quebra depende das forças envolvidas. 


Displasia do Desenvolvimento do Quadril (DDQ) é o termo utilizado para denominar possíveis alterações que atingem o quadril ao nascimento. E é sobre isso que vamos falar hoje no blog do Dr. Daniel Daniachi.


O ortopedista especialista em quadril é o médico responsável por cuidar e analisar qualquer alteração que envolva a área do quadril.

 

Essa região é composta por três ossos: ísquio, púbis, e ílio, que juntos formam a pelve, da qual fazem parte o osso sacro e o cóccix, além dos sete ligamentos que formam a articulação da região.


Você sabia que é possível se recuperar mais rapidamente de uma artroplastia do quadril seguindo os cuidados recomendados pelo seu médico?

 

De modo geral, a recuperação total varia de seis a doze semanas, sendo sempre indicado fazer fisioterapia, que pode começar logo no primeiro dia do pós operatório, com exercícios que previnem complicações respiratórias e estimulam mobilidade precoce.

1 2 3 7