Traumatologia

Traumas não tem hora e nem momento para acontecer. No trânsito, durante a prática esportiva ou até mesmo dentro de casa, qualquer descuido pode ocasionar fraturas e lesões das mais diversas complexidades. O termo trauma tem origem grega e significa ferida.

Atualmente, o conceito na ortopedia é relacionado a acontecimentos indesejados, produtores de lesão. O aumento exponencial do trauma fez com que esse seja conhecido como doença do séculos, sendo já a terceira causa de morte no Brasil, além de deixar inúmeros pacientes sequelados.

Os traumas de alta energia são ligados a acidentes automotivos, quedas de altura, lesões por armas, ferimentos em esportes radicais e são graves, com ameaça imediata à vida.

Já os traumas de baixa energia podem acontecer durante a prática esportiva, deslizes no cotidiano ou acidentes domésticos e são mais comum em idosos. Quedas merecem destaque. As fraturas em idosos cursam de maneira diferente nos jovens, requerendo cuidado imediato. O atraso no tratamento de um idoso ou conduta inadequada pode levar a sérias complicações. Até ⅓ dos pacientes idosos com fraturas do quadril evoluem a óbito em um ano do trauma.

Casos de trauma devem ser conduzidos a hospitais para atendimento. Nossa equipe está apta para atender e conduzir o caso nas maiores e melhores instituições de São Paulo, como o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Albert Einstein, Sírio Libanês, Samaritano, 9 de Julho, Santa Isabel, São Camilo entre outros.

A decisão inicial sobre operar ou não, e qual é o tipo mais adequado de cirurgia, é talvez, o mais importante para o sucesso do tratamento. Ao ser atendido em um hospital, uma avaliação pode ser solicitada para opinião sobre o melhor procedimento.

Oferecemos ainda, uma equipe multidisciplinar e experiente em acompanhamento pós-operatório, para evitar as indesejadas sequelas e proporcionar o bem estar na recuperação.